NOTÍCIAS

Museu do Trabalho cria clube de gravuras

Publicado em 05/10/2017
Fonte: GeraçãoE.com

A coluna CulturaEmpreendedora traz novidades e inovações do meio artístico

Com o slogan "Incentive a cultura e faça um grande investimento", o Consórcio de Gravuras do Museu do Trabalho propõe uma nova forma de viabilizar as atividades no espaço e, ao mesmo tempo, torna acessível a aquisição de obras de arte pelo público. "O consórcio é a principal fonte de recursos para a manutenção do Museu do Trabalho, que é uma instituição privada", diz o coordenador Hugo Gustavo Gusmão Rodrigues.

O público pode escolher entre diferentes planos, que variam de R$ 110,00 a R$ 520,00. Todo mês o associado recebe uma gravura de diferentes artistas e concorre a outras. Os resultados correm pela extração da Loteria Federal do terceiro sábado do mês correspondente.

A ideia da iniciativa surgiu na década de 1980. Um grupo de gravadores, formado pelos artistas Maria Tomaselli, Anico Herskovits e Marta Loguércio, criou o Amigos do MAM, em que os associados adquiriam suas gravuras de forma sistemática. Com o desmembramento do grupo, Maria formou um novo coletivo, o Oficina 11, que manteve a distribuição mensal das gravuras e recebeu o nome de Consórcio de Gravuras.


Clique aqui e leia a matéria completa.

ARQUIVO DE NOTÍCIAS
voltar
REALIZAÇÃO:
APOIO: