NOTÍCIAS

Mestres brasileiros da gravura

Publicado em 24/10/2017
Fonte: Correio 24 horas

O Brasil se destacou na produção de gravuras nos anos 60 e 70, com vários artistas premiados

A gravura de forma tradicional se inicia sobre uma matriz de madeira, metal ou pedra. A gravura tem três estágios na confecção, cria-se sobre a matriz com instrumentos e técnicas caracterizantes, depois se entinta a matriz e, posteriormente, vem a impressão, numa prensa ou de forma manual. Gravuras são originais múltiplos, as imagens saídas de uma matriz única podem ser reproduzidas em varias impressões, quantas o artista queira, e cada reprodução numerada é uma obra de arte. A grande vantagem da gravura é ser um múltiplo que tem preço bem acessível, podendo ser consumida por muitos apreciadores ou colecionadores. O material da matriz artesanal pode variar muito e classifica o tipo de gravura.

A gravação da imagem é um processo de incisão, podendo ser em horizonte quando o sulco recebe a tinta que aparece como positivo no produto final e ainda em relevo quando a superfície em alto relevo recebe a tinta, e o sulco aparece em negativo, sem a presença da tinta. A transferência da imagem para um tipo de suporte como papel ou tecido é de cuidadoso fazer, que qualifica ou não a artesania do artista.

Foto: Divulgação - Gravura de Iswaldo Goeldi (1895-1961), um dos nome de destaques da gravura no Brasil

Clique aqui e leia a matéria completa.

ARQUIVO DE NOTÍCIAS
voltar
REALIZAÇÃO:
APOIO: